Separamos aqui as melhores dedicatórias de livros. Autores geniais como Salinger, Saint-Exupéry e Machado de Assis não foram brilhantes apenas em seus livros, mas também nas dedicatórias que escreveram. Veja abaixo e sugira nos comentários as suas dedicatórias de livros preferidas:

 

“Se ainda existe no mundo alguém que leia só por prazer – ou mesmo por acidente -, peço a ele ou a ela, com indizível afeto e gratidão, que divida em quatro partes iguais a dedicatória deste livro com minha mulher e meus dois filhos” – J. D. Salinger (“Carpinteiros, Levantem Bem Alto a Cumeeira e Seymour: uma Apresentação”)

__________________________________________________________

“Ao verme que primeiro roeu as frias carnes do meu corpo dedico com saudosa lembrança estas memórias póstumas” – Machado de Assis (“Memórias Póstumas de Brás Cubas”)

__________________________________________________________

“A LÉON WERTH
Peço perdão às crianças por dedicar este livro a uma pessoa grande. Tenho uma desculpa séria: essa pessoa grande é o melhor amigo que possuo no mundo. Tenho uma outra desculpa: essa pessoa grande é capaz de compreender todas as coisas, até mesmo os livros de criança. Tenho ainda uma terceira: essa pessoa grande mora na França, e ela tem fome e frio. Ela precisa de consolo. Se todas essas desculpas não bastam, eu dedico então esse livro à criança que essa pessoa grande já foi. Todas as pessoas grandes foram um dia crianças (mas poucas se lembram disso). Corrijo, portanto, a dedicatória:
A LÉON WERTH
QUANDO ELE ERA PEQUENINO” – Antoine de Saint-Exupéry (“O Pequeno Príncipe”)

__________________________________________________________

“A Pilar, que não deixou que eu morresse” – Jose Saramago (“A Viagem do Elefante”)

__________________________________________________________

Conhece mais alguma dedicatória emocionante? Comente abaixo! :)
Dedicatória Pequeno Príncipe

Share Button